Pular para o conteúdo principal

passo a passo de sutiã

Creditos á   costurapontoaponto.blogspot.com

 COMO FAZER UM SOUTIEN DE BOJO

   Você já se perguntou como se faz uma peça íntima? Mais especificamente um soutien de bojo? Não? Então vamos aprender!
    

                Toda peça do vestuário, seja ela feminina ou masculina, passa por um processo cujas etapas estão fundamentadas em um fluxo operacional, passos para se realizar a produção. Neste sentido, toda e qualquer fabricação de um produto requer a descrição dos passos fundamentais, incluindo seus processos e máquinas necessárias.
                Bem, com o soutien de bojo não é diferente. Neste processo, se faz necessário um fluxo que se inicia com a elaboração do modelo, no caso, aqui será demonstrado a forma básica. Para um modelo de soutien de base, por exemplo, são necessários os seguintes materiais: tecido, bojo, elástico para alça, taquara, fecho, também chamado de DA, argolas, passantes, arco, viés, linha mista, linha comum e fio.
                Com o modelo já estabelecido e a matéria-prima necessária, parte-se para a estruturação da célula de produção, no caso da produção estar organizada com esse layout. São necessárias máquinas específicas para a confecção de uma peça íntima dentre elas: overlok, BT, 457, 2 agulhas, Zig-zag, travete e botoneira. Estas máquinas devem ser adaptadas ao tecido utilizado nas lingeries que, na maioria das vezes, são malhas, lycra, modal, renda e tule. Deve-se costurar o tecido com uma agulha apropriada, chamada ponta bola. Este tipo de agulha não perfura o tecido, obtendo-se um ótimo resultado final.

 para o próximo passo, vamos descobrir como proceder dentro da célula de produção. A construção do soutien começa com a overlok, em um processo designado como “cobrir bojo”, logo após, ainda na overlok, com o processo “unir pala”. 



O terceiro processo é realizado na máquina BT, onde se costura o elástico para ser rebatido, realizado na máquina 457. Esta foi a fase de preparação, para poder fixar o bojo, agora voltamos para a overlok.
    O detalhe do bojo, que fica por fora e por dentro, é feito com o taquara, que é fixado na máquina 2 agulhas. 



Feito isso, coloca-se o arco, manualmente, para depois passar o elástico, chamado viés ou sanduíche, na cava.
Os processos finais são feitos na máquina zig-zag, com a fixação do DA.

 A alça, já pronta,é fixada na máquina chamada travete e o laço ,na botoneira.


 
  

Comentários

  1. Muito bem explicado!!!!! Excelente!!!!
    Agradeço pela visita, comentário e por me seguir!!!!
    já estou seguindo tbém!!!
    Bjim!!!

    http://munamo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi querida
    Obrigada por mais uma visita lá no meu cantinho.
    Respondendo sua pergunta, pra mim a janome 2008 é tudo que falam sim, comprei no início do ano, aliás foi presente de Natal que o maridão me deu e realmente amei.
    Ele dá conta de costura pesada, tem alguns pontinhos decorativos, e excelente para o básico. Vai em frente, você vai gostar.
    beijos no coração

    ResponderExcluir

Postar um comentário

NÃO ESTA ESQUECENDO DE NADA??
OBRIGADO PELA VISITA VOLTE SEMPRE!

Postagens mais visitadas deste blog

Vestidos Florais e o verão...

Bom dia A primavera está chegando, e com a temperatura mais alta os vestidos florais entram em cena. A estampa floral remete ao romântismo com muito colorido e cheios de vida. O verão é uma estação animada e colorida, por isso as grifes e marcas de vestidos apostam fortemente nessa tendência em suas coleções. No mercado estão disponíveis vários estilos de vestidos florais para o verão, desde curto até longo. Vestido floral curto: este modelo é ótimo para quem deseja sair durante o dia, mas, caso queira, poderá também ser utilizado durante o período noturno. O vestido realçará as suas pernas e a meia calça ou legging poderá ser uma opção de complementação. Existem inúmeras opções de calçados que poderão ser usado com vestidos florais curtos como: rasteirinhas, sandálias de salto baixo ou tênis. Vestido floral longo: Esta opção é perfeita para pessoas que não gostam muito de deixar as pernas amostra ou se expor muito. O vestido floral longo para o verão 2015 destac…

DIGA SIM PRA JESUS CRISTO, DIGA NÃO AO HALLOWEEN.

DEUTERONÔMIO 18:9 Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. 10 Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;11 Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;12 Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.13 Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. APOCALIPSE 22: 14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. 15 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.

Outubro Rosa lembra a importância da prevenção ao câncer de

A campanha de conscientização contra o cancêr de mama, conhecida como Outubro Rosa, é realizada por diversos entidades, no mês de outubro, e dirigida à sociedade, em especial às mulheres. Entre os temas do movimento, está a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. O nome da campanha remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades: o rosa. Durante o período, monumentos por todo o país se iluminam com essa mesma cor. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e, apesar de também atingir os homens, as mulheres, acima de 35 anos, são o principal alvo. Prevenção O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) orienta que todas as mulheres conheçam seu corpo e sempre que possível, seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, façam o autoexame das mamas. Segundo o Inca, não há técn…