Pular para o conteúdo principal

TECIDOS NATURAIS x TECIDOS SINTÉTICOS

Olha, quase tudo que a gente adquire – em peças de roupa – é feito de tecido. Então é bem esperto de nossa parte conhecer tipos de tecidos e saber das propriedades (boas e ruins) de cada um, não é mesmo? Conhecendo, a gente consegue avaliar o que vale mais e o que vale menos, quando usar cada tipo desse materiais e mais. Todo tecido pode ser feito com fibras naturais ou artificiais/sintéticas. As fibras naturais são o algodão, o linho, a lã e a seda – só. Esses tecidos são bem confortáveis e flexíveis, duráveis, resistentes, de toque agradável, práticos de manter e todos “respiram” (não dão cheirinho ruim!); mas amassam com mais facilidade e super podem desbotar com o tempo. Os tecidos feitos com fibras artificiais (tipo viscose, raion, acetato, poliéster, acrílico e nylon) secam muito rápido, são super resistentes e quase não amassam (ótemos para viagens), mas não absorvem a transpiração, dão cheirinho (ixi!) e queimam com super facilidade na hora de passar. Sabe aquela etiqueta que vem dentro da peça, grudadinha na costura do lado do corpo? É lá que a gente conhece a mistura de fios que compõe cada peça que a gente compra, até com porcentagens de cada fio na confecção da roupa – sabia? Toda roupa tem obrigação de vir com essa etiqueta, tipo uma imposição do governo e tals. E aí, entendendo a etiqueta, a gente pode avaliar coisas tipo: * uma peça com maior quantidade de tecido natural sempre é mais fresquinha: no calor, mesmo peças escuras – se feitas em algodão, seda e afins – dão menos sensação de mointo quente do que as sintéticas (que fazem parecer que a gente se enrolou no plástico – nada fresquinho, néam?); e quanto mais tecido natural na composição, mais o valor cobrado pode ser justificado * uma peça com maior quantidade de tecido sintético é mais quente: então malhas feitas em fios artificiais, bem pro frião mesmo, super aquecem mais (e a gente sempre usa com camiseta de algodão por baixo!) e podem ser bem baratinhas – o que não vale é pagar super caro por uma peça 100% sintética sabendo que não vai super durar, entende? * materiais naturais transmitem instantaneamente uma imagem mais elegante e duram bem; materias sintéticos têm questões de manutenção recorrentes e enjoadas de cuidar, tipo bolinhas, enrrugados, cara de velhinhas logo depois das primeiras lavagens, costuras que entortam e tals. * tudo que tem stretch/elastano tem fio sintético na composição; tecido plano (que não estica) pode ser feito de tecido natural ou de tecido sintético; malha (tecido que estiiiiiica, tipo viscolycra, jérsei, suplex, etc etc etc) pode ter porcentagem de tecido natural, mas é quase sempre muito sintético – aqui tem toda diferença entre tecido plano e malha bem explicadinha! E em cada guarda-roupa, pra cada tipo de personalidade e de estilo de vida, a gente encontra necessidades diferentes. Quem viaja muito precisa de uma coisa, quem vai andando pro trabalho precisa de outra coisa, quem tem criança precisa de outra, quem tem momentos diferentes pode precisar de uma coisa pra cada momento desses. Bom é conhecer e estudar pra todo mundo investir certo, em valores e em quantidades! Creditos á http://oficinadeestilo.com.br/2012/02/15/tecidos-naturais-x-tecidos-sinteticos/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vestidos Florais e o verão...

Bom dia A primavera está chegando, e com a temperatura mais alta os vestidos florais entram em cena. A estampa floral remete ao romântismo com muito colorido e cheios de vida. O verão é uma estação animada e colorida, por isso as grifes e marcas de vestidos apostam fortemente nessa tendência em suas coleções. No mercado estão disponíveis vários estilos de vestidos florais para o verão, desde curto até longo. Vestido floral curto: este modelo é ótimo para quem deseja sair durante o dia, mas, caso queira, poderá também ser utilizado durante o período noturno. O vestido realçará as suas pernas e a meia calça ou legging poderá ser uma opção de complementação. Existem inúmeras opções de calçados que poderão ser usado com vestidos florais curtos como: rasteirinhas, sandálias de salto baixo ou tênis. Vestido floral longo: Esta opção é perfeita para pessoas que não gostam muito de deixar as pernas amostra ou se expor muito. O vestido floral longo para o verão 2015 destac…

DIGA SIM PRA JESUS CRISTO, DIGA NÃO AO HALLOWEEN.

DEUTERONÔMIO 18:9 Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. 10 Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;11 Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;12 Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.13 Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. APOCALIPSE 22: 14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. 15 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.

Outubro Rosa lembra a importância da prevenção ao câncer de

A campanha de conscientização contra o cancêr de mama, conhecida como Outubro Rosa, é realizada por diversos entidades, no mês de outubro, e dirigida à sociedade, em especial às mulheres. Entre os temas do movimento, está a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. O nome da campanha remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades: o rosa. Durante o período, monumentos por todo o país se iluminam com essa mesma cor. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e, apesar de também atingir os homens, as mulheres, acima de 35 anos, são o principal alvo. Prevenção O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) orienta que todas as mulheres conheçam seu corpo e sempre que possível, seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, façam o autoexame das mamas. Segundo o Inca, não há técn…